Tipos de filtro para piscina: entenda as diferenças e como escolher

Uma das melhores formas de garantir conforto, lazer e diversão para toda a família é tendo uma piscina em casa, pois esse espaço proporciona um excelente ambiente de entretenimento sem precisar se deslocar muito. Todavia, para que o espaço esteja sempre em boas condições de uso é importante investir em manutenções de limpeza para prolongar a qualidade e bom estado da água.

Dessa forma, um dos principais itens que auxiliam nesse trabalho é o filtro. Esse equipamento permite manter a limpeza da piscina por meio da retenção de impurezas presentes na água, como folhas, galhos e terra.

Porém, você sabe quais os tipos de filtro para piscina e como escolher o melhor? Então, confira agora mesmo este artigo e fique por dentro dessas informações!

Qual a importância do filtro?

O filtro é uma peça fundamental para a manutenção da limpeza da piscina. Sua função é retirar impurezas e partículas suspensas na água e assim melhorar sua qualidade. Embora existam vários modelos, seus sistemas são bem semelhantes: a água é aspirada por meio de uma bomba elétrica passando pelo skimmer até um depósito onde há um sistema filtrante.

Depois do processo de filtragem ela retorna à piscina. Quando toda a água passou através dele termina-se um ciclo. Para que você entenda melhor sobre os tipos de filtragem, listamos abaixo os principais modelos.

Filtro de areia

Esse modelo é o mais utilizado e exige pouca manutenção durante seu uso. Basicamente, o equipamento conta com um depósito de areia que realiza a tarefa de filtragem. Um ponto positivo desse sistema é que ele é extremamente durável, podendo chegar até 10 anos de trabalho. No entanto, para garantir uma boa filtragem é recomendado fazer a troca a cada 7 anos.

Filtro de cartucho

Já o filtro de cartucho garante vantagens como fácil instalação e limpeza. Seu mecanismo de filtragem tem como item principal os cartuchos substituíveis e a sua durabilidade está em torno de 1 ano. Além disso, há a necessidade de fazer limpeza uma vez a cada semana.

A desvantagem é que, devido à necessidade de substituição das peças de trabalho desse modelo, seu custo de manutenção pode ficar um pouco mais caro que os outros sistemas.

Filtro de terra diatomácea

No caso dos filtros de terra diatomácea, o sistema conta com a ajuda de seres microscópicos fossilizados: as diatomáceas. Elas funcionam como pequenas esponjas que conseguem reter os detritos e sujeiras que são incapazes de serem vistas a olho nu.

Desse modo, esse modelo é bastante recomendado, mas necessitam de um valor de investimento mais alto devido aos processos de instalação dos equipamentos e de sua manutenção.

Como escolher o modelo ideal?

No momento de escolher qual modelo de filtro comprar é importante levar em conta fatores como: a capacidade de filtragem, período de manutenção, tamanho da piscina e potência da bomba, durabilidade da peça, custo de instalação, entre outros pontos. Além disso, é válido fazer uma pesquisa de mercado para avaliar os melhores preços e produtos que mais se atendem às suas necessidades, pois assim será possível encontrar o equipamento ideal.

Portanto, essas foram as principais informações sobre os tipos de filtro para piscina. É válido ressaltar que, na hora de escolher o modelo para comprar, aspectos como a qualidade do item devem ser avaliados criteriosamente. Nesse sentido, a Tibum Piscinas dispõe de excelentes equipamentos de filtragem, garantindo qualidade e eficiência em seus produtos.

Gostou do artigo e deseja saber mais sobre filtros para piscina? Então entre em contato conosco e converse com um de nossos consultores.

Gostou do texto?
Receba tudo no seu email! Prometemos não enviar spam!

Confira também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *