97051-guia-rapido-dos-melhores-tipos-de-sauna

Guia rápido dos melhores tipos de sauna

Quem pretende investir em uma área de lazer, para curtir momentos de relaxamento com a família e os amigos, não pode deixar de conferir os tipos de sauna e como eles funcionam. Afinal, um bom banho de suor, certamente, está entre as opções de lazer mais desejadas das famílias brasileiras.

A possibilidade de integrá-la a uma piscina pode tornar a satisfação ainda mais completa. Isso porque o contraste térmico é capaz de proporcionar uma sensação de alívio e bem-estar.

Então, se você deseja equipar a sua casa para se divertir nos dias de folga, acompanhe este guia com dicas sobre os melhores tipos de sauna!

1. A sauna pode ser a vapor ou seca

No geral, as saunas vão fazer a pessoa suar, com a proposta de aliviar a tensão, estimular a circulação e até ajudar a rejuvenescer. O que diferencia um tipo da outra é a forma de emissão desse calor.

Dessa forma, as saunas a vapor, também chamadas de saunas úmidas ou de banho turco, geram vapor e deixam o ambiente úmido. Nesse caso, o suor se mistura à umidade, causando uma sensação de relaxamento em temperaturas que vão até os 60°C.

Já as saunas secas oferecem um calor sem umidade, pois são utilizadas pedras ou outros materiais aquecidos que não liberam vapor. Nesse caso, as temperaturas são mais altas, podendo atingir e até mesmo superar os 80°C.

2. Máquinas são utilizadas para aquecer o ambiente

Tanto nos banhos a vapor como nos secos, são utilizadas máquinas para fazer a sauna funcionar. Porém, a forma de instalação das mesmas é que vai determinar o tipo de calor: para a modalidade seca, os equipamentos são colocados dentro do ambiente; já para a emissão de vapor, ele é instalado na parte externa.

Os equipamentos podem ser movidos a lenha, a energia elétrica ou a gás. A lenha é mais utilizada para as instalações em casas, sítios e fazendas. Porém o gás é mais econômico. Já as elétricas são mais indicadas para ambientes individuais, como hotéis e motéis.

3. Os revestimentos também são diferenciados

Da mesma forma que os tipos de sauna funcionam de formas distintas, a opção pelo revestimento deve atender a tais critérios. Então, se você escolher uma sala de calor seco, o ideal é revesti-la com material atérmico. Madeira cedrinho ou ipê são as mais indicadas.

Não dá para manter um revestimento amadeirado se o ambiente recebe constantemente o vapor que se transforma em umidade, não é mesmo? Nesse caso, o mais indicado é um revestimento que resista à temperatura e à umidade, como cerâmica e pastilhas, por exemplo.

Vale lembrar que para os dois casos é necessário tratamento para isolar as paredes por baixo do revestimento, visando conter o calor.

4. O banho frio é coadjuvante nos dois tipos de sauna

É impossível pensar em passar longos minutos dentro da sauna sem um bom banho ao final, de preferência um mergulho na piscina, não é verdade? Sendo assim, a opção de construir uma piscina integrada se torna uma boa pedida para o empreendimento.

Aliás, essa prática já virou tradição entre os adeptos, provavelmente baseada no costume finlandês, de onde há relatos que a sauna foi originada há milhares de anos. Até os dias atuais, a sauna está fortemente presente na cultura da Finlândia.

Caracterizada pela dilatação dos poros, a sauna deixa a pele mais firme e bem nutrida. Afinal, depois de um banho de calor, os nutrientes e vitaminas chegam mais facilmente às células por meio dos vasos dilatados. Em seguida, a água fria atua no fechamento desses poros, melhorando o aspecto geral da pele.

Com todas estas informações sobre os diferentes tipos de sauna, com certeza ficou mais fácil fazer a escolha ideal da sala de calor para estar com a família e os amigos.

E, para que essa harmonia seja perfeita, aproveite e se inspire para escolher também a piscina certa que vai completar a sua opção de lazer.

cta_finalpost_ebook_escolherpiscinaperfeita
Gostou do texto?
Receba tudo no seu email! Prometemos não enviar spam!

Confira também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *