Você conhece os tipos de aquecimento de piscina? Descubra aqui!

O frio chegou com tudo, mas você não quer deixar de curtir a sua piscina? É simples: basta aquecê-la e continuar aproveitando o conforto e o relaxamento que a água morna proporciona, até mesmo para espantar o frio.

Existem diversos tipos de aquecimento de piscina. O sistema pode ser solar, elétrico e a gás. Cada um deles tem suas vantagens e desvantagens e variam muito de preço. Para ajudar na sua escolha, vamos explicar como eles funcionam neste post.

Se interessou? Então, continue a leitura!

Aquecimento solar

É, certamente, a forma mais sustentável de manter a piscina aquecida, pois usa uma energia renovável e não poluente. Também é a mais econômica, pois reduz drasticamente o valor da conta de luz. Mesmo que tenha um custo de instalação, a economia posterior compensa.

O aquecimento funciona por meio do sistema fotovoltaico, que utiliza placas coletoras de radiação solar. Essas geralmente são instaladas nos telhados ou no jardim da casa, onde não há muita sombra. Na Tibum, os pacotes premium incluem a instalação desse sistema.

O único inconveniente desse tipo de aquecimento é a necessidade de uma boa incidência de sol para que tenha um bom desempenho o ano todo. Como a energia solar sobe a temperatura da água em cerca de 8 graus, em lugares onde o inverno é mais rigoroso, a piscina pode não esquentar o suficiente.

Aquecimento a gás

O sistema de aquecimento a gás tem como vantagens a rapidez com que esquenta a água da piscina e a sua eficácia o ano todo. Porém, o seu custo é elevado devido à conta do valor do combustível. É mais recomendado para locais onde exista o Gás Natural de rua, que é mais econômico e não precisa ser armazenado.

O equipamento para esse tipo de aquecimento é um queimador, que trabalha com a troca de calor. A água aquecida pela combustão do gás é bombeada para a piscina, onde se mistura com a água em temperatura ambiente e é regulada por um termostato.

Aquecimento elétrico

O aquecedor elétrico para piscinas é um equipamento simples, que tem como base os resistores, semelhantes ao do chuveiro elétrico. Porém, utilizam muita energia para funcionar, como os chuveiros para um volume muito grande de água.

Por isso, vem sendo substituído pelo trocador de calor. Trata-se de um equipamento elétrico mais econômico, moderno e eficiente.

Conhecido como bomba de calor, o trocador capta o ar quente, descarta o ar frio e aquece a piscina por essa troca. Seria como um condicionador de ar invertido. O sistema é de fácil e rápida instalação, mas pode levar de dois a três dias para aquecer a água. Pode ser usado como fonte única ou como auxiliar de um sistema de energia solar, para manter a temperatura.

Para definir quais os melhores tipos de aquecimento de piscina para a sua casa, você deve analisar diversas variáveis, como a incidência de sol, o quanto você pode investir, qual o tamanho da piscina, frequência de uso etc. Recomendamos que você converse com um técnico especializado no assunto.

Se você gostou desse post e quer receber mais conteúdo de qualidade sobre piscinas, assine a nossa newsletter e receba nossas dicas.

Gostou do texto?
Receba tudo no seu email! Prometemos não enviar spam!

Confira também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *