Segurança na piscina: 5 cuidados com as crianças para evitar acidentes

Segurança na piscina: 5 cuidados com as crianças para evitar acidentes

Atividades na piscina são sinônimos de diversão para as crianças (independente da idade) e proporcionam um ótimo desenvolvimento e momento de lazer familiar. Infelizmente, acidentes como afogamentos e quedas podem acontecer ocasionalmente, acabando com toda a alegria.

A boa notícia é que esses acidentes são evitáveis e assim, montamos essa lista com 5 cuidados para que a segurança na piscina venha em primeiro lugar. Acompanhe!

1. Estar sempre em alerta

Um dos principais cuidados a se ter com crianças na piscina é nunca permitir que elas nadem sem a supervisão de um adulto, mesmo que elas tenham grandes habilidades de nado e independentemente se você estiver em uma piscina privada ou pública. Caso perceba que uma criança está desaparecida, verifique sempre a piscina primeiro.

2. Esperar o pior

Por mais pessimista que isso soe, sempre espere o pior quando o assunto é segurança na piscina. Todo mundo já ouviu falar do velho ditado: “É melhor prevenir do que remediar” e há uma razão para ele ser tão repetido. As estatísticas mostram que milhares de crianças são feridas ou se afogam em acidentes de piscina por ano.

Assim é importante saber tudo o que fazer se o pior acontecer:

  • Tenha um kit de primeiros socorros abastecido;
  • Um par de tesouras que possam ser usadas para cortar o cabelo, roupa, etc., no caso de uma emergência;
  • Uma boia ou dispositivo de flutuação ao alcance;
  • Um telefone, caso seja necessário acionar um serviço de emergência.

3. Proteger a área da piscina

Instale equipamentos de segurança em toda a área da piscina. Eles podem ser cercas que contornem todo o perímetro, pisos ou adesivos antiderrapantes ao redor dela, capas de proteção para a superfície e alarmes anti-afogamento. Também evite deixar brinquedos na piscina após o uso, uma vez que eles podem atrair as crianças para a água. Essas atitudes simples são maneiras de garantir que a diversão dure por muito tempo.

4. Ter cuidado com os ralos de sucção

Os acidentes com os ralos de sucção são, na maioria das vezes, relacionados com o fato de cabelos, roupas ou joias ficarem enroscados e impedirem que a criança volte à superfície. Portanto, nunca deixe seu filho brincar ou nadar perto de drenos e ralos de sucção, especialmente em spas e piscinas rasas. Um descuido e uma forte sucção podem prender uma criança e um terrível acidente pode ocorrer.

5. Praticar medidas de segurança na piscina

Afogamentos e acidentes similares são oito vezes mais prováveis de acontecer com crianças que não sabem nadar. Então, certifique-se de praticar as principais medidas de segurança com elas. Envolva-as com jogos interativos para educá-las sobre a segurança na água, induza o uso de boias e coletes quando os pequenos ainda não souberem nadar e matricule-as em escolas e cursos de natação.

A piscina é diversão para crianças e adultos e, se você está planejando relaxar sob o sol, se refrescar e ter um ótimo momento em família, mergulhe de cabeça nesses cuidados e garanta a segurança na piscina.

Para ficar por dentro de mais conteúdos como esse, não deixe de nos seguir em nossas redes sociais.

Gostou do texto?
Receba tudo no seu email! Prometemos não enviar spam!

Confira também