Conheça os principais estilos de natação

Se você tem uma piscina e quer investir na natação para dar um novo uso a ela, veio ao lugar certo. Neste artigo vamos explicar quais são os principais estilos de natação e como praticá-los.

Vamos falar sobre o nado livre, de peito, borboleta, costas e como cada um deles pode ser praticado por quem está começando.

Preparado para mergulhar fundo nessas informações? Então continue a leitura e comece a nadar já!

Conheça os principais estilos de natação

A natação é um dos esportes mais completos que existem, pois movimenta o corpo inteiro, faz intenso trabalho cardiorrespiratório e ajuda a entrar em forma, já que queima muitas calorias. Veja agora como usufruir de todos esses benefícios por meio dos estilos de nado.

Nado livre ou Crawl

É aquele em que você chuta com os pés enquanto dá braçadas alternadas. Além disso, é importante que se faça a respiração adequada durante o exercício para que ele ganhe velocidade.

A respiração deve ser feita lateralmente, quando se vira a cabeça durante o movimento. É o estilo que proporciona mais velocidade ao nadador.

Nado de peito ou clássico

É o estilo que demanda mais coordenação do nadador. Nele, o nadador fica submerso — com exceção da cabeça — e faz elevações para cima e para baixo enquanto faz a respiração e movimenta os pés e braços. É tido como o mais lento em comparação a outras técnicas.

Nado borboleta

O estilo evoluiu do nado peito para dar mais velocidade à técnica. Nele, em vez do peito subir para fora da água, os braços que submergem, formando um semicírculo e dando impulso para o resto do corpo que ondula sob a água. É o segundo mais veloz, ficando atrás apenas do Crawl.

Nado de costas

Como o próprio nome diz, esse estilo exige que o nadador esteja de costas para o fundo da piscina e bata seus pés e seus braços para realizar a natação. É como se fosse um nado Crawl invertido. É considerado de fácil realização e de velocidade média.

Veja os estilos mais indicados para iniciantes

Para quem está iniciando no mundo da natação e quer praticar um estilo mais fácil, o nado livre é o mais indicado. Com o avançar da técnica, pode-se passar para o nado costas, o peito — considerado o mais técnico dos estilos —, e por fim o borboleta, tido como um dos mais difíceis por causa da ondulação que o nadador tem que realizar enquanto movimenta os braços.

Saiba como praticar

Por ser um esporte completo, a natação não oferece restrição de idade ou tipo físico. Para quem não tem nenhuma noção da atividade, o ideal é procurar um local adequado, que ofereça as primeiras lições e informe os movimentos corretos de cada estilo de natação.

Outro fator para se atentar é como respirar em cada modalidade da natação. Por causa das variações da posição do corpo e de seus movimentos, os momentos de puxar e soltar o ar mudam — e se feitos incorretamente, deixam o nadador mais cansado e mais lento.

Como vimos, os estilos de natação contemplam todos os públicos e as fases de quem deseja a praticar a atividade. Para quem não sabe nadar ou é iniciante, o nado livre é o mais indicado. Quem já tem alguma noção pode se arriscar no nado de peito ou de costas. Já o nado borboleta é indicado para os nadadores mais experientes.

O que também é bastante democrático são os benefícios que se obtém praticando a atividade física, independentemente do estilo escolhido: melhor capacidade cardiorrespiratória, melhor tônus muscular e constituição física.

Agora que você já sabe tudo sobre estilos de natação, que tal compartilhar este post nas redes sociais?

Gostou do texto?
Receba tudo no seu email! Prometemos não enviar spam!

Confira também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *