Como escolher a bomba certa para a minha piscina?

Que a piscina é uma ótima alternativa para se refrescar nos dias quentes não há dúvidas, mas e quanto a todos os outros fatores que influenciam na qualidade da água? A bomba para piscina, por exemplo, é um dos itens fundamentais para manter o aspecto saudável e limpo da água.

A função da bomba é fazer a água circular para que ocorra o processo de filtragem. Funciona da seguinte maneira: primeiro, a água é sugada, passando pelas tubulações para, finalmente, passar pelo filtro e retornar livre de impurezas para a piscina.

Contudo, acertar na escolha da bomba não é tão simples, por isso, este post traz algumas dicas para não comprometer a qualidade da sua água:

Considere o volume da piscina

A escolha correta da bomba está diretamente ligada ao volume de água da piscina. A explicação é simples: dependendo do volume, a bomba pode levar mais ou menos tempo para fazer com que toda a água circule e passe pelo processo de filtragem.

Porém, é recomendado que esse processo de circular toda a água da piscina dure, no mínimo, dez horas. Sendo assim, dividir o volume da sua piscina por essas 10 horas e dividindo novamente tal resultado por 60 minutos é a melhor forma de saber qual deve ser a taxa de vazão (em litros) por minutos da bomba.

O cálculo fica assim: volume de água da piscina/10 horas/60 minutos. Se a piscina é usada com muita frequência, o ideal é fazer esse cálculo com 8 ou 6 horas.

Leve em conta a capacidade do encanamento

O objetivo de considerar esse fator é simples: não é possível que passe água acima da capacidade máxima pelos canos. Dessa forma, saber o diâmetro do encanamento contribui para fazer a escolha certa. Afinal, tudo precisa ter capacidade e funcionar junto para que a água entre, passe pelo filtro e volte.

Sendo assim, lembre-se que não adianta instalar uma bomba com capacidade superior à do encanamento, pois existe um limite máximo de água que passa por ele.

Observe o ambiente ao redor da piscina

O local também pode exigir alguns cuidados extras. Imagine duas piscinas: uma coberta e distante das plantas e outra rodeada por um jardim. Enquanto a primeira não é tão afetada por folhas e grama, a segunda tem um contato maior com essas e outras impurezas.

Logo, piscinas rodeadas por jardins exigem uma maior capacidade de sucção para manter a água sempre limpa e livre de sujeiras.

Conheça os tipos de bomba para piscina

Há dois tipos indicados: centrífuga autoaspirante e de velocidade variável. A primeira é a mais usada principalmente em piscinas de uso particular. Sua função é sugar a água, levá-la ao filtro e colocá-la novamente na piscina.

Já a segunda tem um diferencial: além de executar a mesma função que a primeira, ela adapta a sua velocidade de acordo com a necessidade, de forma automática. Além disso, produz menos ruído e consome menos energia.

A escolha da bomba para piscina influencia diretamente no seu funcionamento. Contudo, se a escolha for feita corretamente, considerando o volume e o diâmetro do encanamento, por exemplo, a eficiência está garantida. Além disso, economia de energia e filtragem de qualidade também vêm no pacote.

O que você achou dessas dicas para acertar na escolha da bomba para piscina? Curta a nossa página no Facebook e fique por dentro de outras novidades!

Gostou do texto?
Receba tudo no seu email! Prometemos não enviar spam!

Confira também

2 comentários em “Como escolher a bomba certa para a minha piscina?”

  1. Denis Abreu Petraglia disse:

    Estou fazendo uma piscina de alvenaria para 10.000, litros .estou na internet estou achando bombas para 40.000, posso usar ?

    1. Equipe Tibum disse:

      Oi, Denis. Entre em contato com a nossa central de relacionamento para podermos te ajudar. (31) 3958-6044. Estamos te aguardando!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *