aquecedor solar

Aquecedor solar para piscina: como funciona?

Morar em um país tropical significa ter sol praticamente o ano inteiro. Clima perfeito para investir em uma piscina residencial, não é mesmo? E se você quiser aproveitar ao máximo a área de lazer da sua casa, uma solução inteligente é investir em um aquecedor solar para piscina.

Assim, você poderá curtir a área externa mesmo nos dias mais frescos, com uma piscina quentinha à disposição da família e quem sabe até para fazer uma festa para as crianças!

Pensando nisso, preparamos este post para você conhecer em detalhes o funcionamento e os benefícios dessa instalação. Veja só!

O aquecedor solar para piscina é igual ao aquecedor convencional?

Não. O sistema de aquecimento solar para piscina é parecido com o convencional, mas existe uma diferença básica: o reservatório.

O aquecedor solar convencional utiliza um reservatório específico (o boiler) para armazenar a água aquecida pelas placas do aquecedor. Já no sistema solar para piscinas, é a própria piscina que funciona como reservatório. Saiba mais detalhes no próximo tópico.

Como funciona o sistema de aquecimento solar para piscina?

O sistema é composto por mangueiras que perpassam as placas expostas ao sol. Essas últimas geralmente são feitas com polipropileno ou borracha de EPDM, sempre em cores escuras para absorver melhor a radiação. Existem também placas fabricadas em tubos de vidros especiais.

O funcionamento do aquecedor solar consiste, basicamente, em bombear a água para dentro dos coletores, transmitindo para ela o calor captado do sol e, consequentemente, aquecendo-a. Esses coletores geralmente são instalados sobre telhados ou lajes e sempre na direção norte, o que garante uma melhor exposição solar.

Entretanto, as placas coletoras também podem ser instaladas no próprio chão, desde que sigam a inclinação e direção adequadas. Por isso, é essencial que a instalação seja feita por empresas especializadas nesse ramo, com profissionais capacitados para garantir o funcionamento correto do aquecedor.

O desempenho do sistema está relacionado à condição ensolarada do tempo. Por isso, considerando-se os dias nublados ou chuvosos, costuma-se instalar um sistema auxiliar — como bombas de troca de calor ou aquecedores a gás — para garantir o aquecimento da piscina mesmo quando a radiação solar estiver baixa.

Quais são as vantagens da instalação?

Para ter uma piscina confortável e aconchegante em todas as épocas do ano, o sistema de aquecimento solar apresenta também outras vantagens. Por exemplo:

  • energia gratuita, pois, os aquecedores utilizam a energia infinita do sol;
  • preservação ambiental, já que a energia solar é limpa, ecológica e sustentável;
  • prática de esportes e fisioterapia: a água quente favorece a prática de exercícios físicos e a saúde.

Qual tipo de piscina pode ter um aquecedor solar?

A instalação de um aquecedor solar para piscina pode ser feita em qualquer tipo de material: piscinas de fibra de vidro, concreto armado, alvenaria ou vinil. Basta ter espaço livre no telhado ou em outro local favorável à exposição solar.

Mas, lembre-se: entre as opções mais comuns no mercado, piscinas de fibra são as mais viáveis economicamente, garantindo não só o melhor custo-benefício, mas, também, maior praticidade na instalação e manutenção.

Qual é a vida útil do sistema?

Uma das vantagens de um sistema de aquecimento de água para piscina é a sua durabilidade. Não é raro encontrar instalações que poderão ter uma vida útil de quase 20 anos. Entretanto, para conquistar essa longevidade é importante ficar atento a dois detalhes: posição das placas e manutenção.

Por se tratar de um sistema hidráulico forçado, o qual as tubulações estão completamente preenchidas por água, as paredes dos tubos sofrem pressões internas. Sendo assim, se as placas estiverem instaladas abaixo do nível da piscina, o sistema terá que suportar uma carga enorme, pois, terá que suportar toda a carga hidráulica criada pela piscina.

Vale a pena lembrar que, quanto maior for a diferença de nível entre a superfície da água com o sistema de aquecimento, maior será a força que a tubulação deverá suportar. Dessa forma, chega um momento que as paredes do tubo não suportam a força e se rompem.

Essa situação provoca prejuízos devido ao descarte dos canos que foram danificados e pelo desperdício da água. Já o outro ponto que confere longevidade ao sistema, que é a manutenção, será abordado a seguir.

Como cuidar de um aquecedor solar para piscina?

Conforme já foi dito, para que um aquecedor solar para piscina tenha uma vida útil maior, recomenda-se que seja feita uma manutenção preventiva. Para isso, basta fazer algumas ações periódicas no sistema.

Para que as placas coletoras consigam captar de maneira efetiva os raios solares, é necessário que elas estejam sempre limpas. Sendo assim, a cada 6 meses, limpe-as com água, sabão neutro, detergente e uma vassoura de pelo. Caso a residência esteja localizada em uma região com maior incidência de poeira, é preferível fazer essa limpeza em um intervalo de tempo menor.

Uma outra boa dica é sempre verificar se existe algum problema no sistema como um todo. Portanto, procure por placas de vidro quebradas ou qualquer outra peça que necessite de algum reparo. Preocupe-se, também, em observar a existência de vazamentos.

A manutenção é bastante simples e pode ser feita por qualquer pessoa. Todavia, sugere-se que se tenha alguns cuidados, principalmente, se as placas estiverem instaladas em locais altos. Caso você não se sinta seguro, às vezes, é preferível contratar pessoas capacitadas para realizar essa tarefa.

O que a manutenção preventiva impede?

Ao não realizar uma boa manutenção preventiva no aquecedor solar para piscina, é possível que algumas situações indesejadas ocorram. Sendo que as mais comuns são:

  • a ocorrência de possíveis vazamentos nas tubulações;
  • desperdício de água — que é um fato inconcebível em tempos de pensamento ecológico;
  • perda do equipamento;
  • transtornos pela falta o equipamento — imagine o quanto vai ser ruim nadar em uma piscina gelada após estar acostumado com uma que possua água quente;
  • gastos desnecessário — ao ter um equipamento menos eficiente, você terá gastos para poder aquecer a água de outra forma. Além do fato de que o custo da manutenção corretiva ser mais alto do que a preventiva.

Ter um aquecedor solar para piscina em casa trará muitas vantagens para você e sua família. Entretanto, é necessário não se descuidar com a instalação e a manutenção do equipamento.

Caso você queira saber mais sobre piscinas, leia este artigo. Nele você aprenderá o que avaliar na hora de decidir entre construir piscina de fibra de vidro ou uma de alvenaria. Até a próxima!15

Gostou do texto?
Receba tudo no seu email! Prometemos não enviar spam!

Confira também

4 comentários em “Aquecedor solar para piscina: como funciona?”

  1. Ovídio disse:

    Tem como colocar sistema de energia solar em uma piscina já instalada, já acabada, em uso?

    1. Equipe Tibum disse:

      Oi, Ovídio. Tem sim, entre em contato com a nossa central para te orientarmos melhor. (31) 3958-6044, estamos te aguardando.

  2. Caeano Neves Andrade disse:

    Optei pela piscina Tibum, e com certeza acertei na escolha, porque recebo periódicamente, informações e orientações. Esse suporte está de parabéns, tornando os compradores desse produto como membro da família Tibum
    Obrigado.

    1. Equipe Tibum disse:

      Ficamos extremamente felizes com a sua satisfação, pois o nosso esforço diário é levar informações relevantes para os nossos clientes que fazem parte da família Tibum Piscinas. Obrigada pelo seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *